O que é Pesquisa Pulse?

pesquisa, pulse

Provavelmente você já ouvir falar em Pesquisa Pulse, mas não sabe exatamente do que se trata. Faz bem em querer conhecer, pois ela virou moda nas empresas. O foco é corrigir erros pontuais, antecipando questões que não podem esperar pela Pesquisa de Clima. Seu sucesso é imediato, pois motiva a equipe, ao mapear tendências negativas e corrigir a rota da empresa, para que tudo flua com maior facilidade.

O que é, afinal, Pesquisa Pulse?

 

A Pesquisa Pulse, ou Pulso, é uma ferramenta utilizada para medir o nível de satisfação dos colaboradores. Um rápido questionário orienta a gestão, após a interpretação de dados sobre questões específicas do ambiente. Cuidado, apenas, para não confundir com a Pesquisa de Clima.

Para compreender a diferença entre as duas, tome a Pesquisa de Clima como uma visita anual ao clínico geral, para um check up, e a Pesquisa Pulse, como ir a um pronto socorro, devido a uma queixa atual. A avaliação pontual, de que trata a Pesquisa Pulse, não substitui a pesquisa de clima, que é muito mais completa. Ela procura entender questões sensíveis no dia a dia, como por exemplo o relacionamento com a liderança.

A Pesquisa Pulse tem grande impacto na produtividade, pois permite corrigir o plano de negócios, buscar novas ideias e fortalecer a cultura de transparência.

A rodada de perguntas provenientes da Pesquisa Pulse complementam, isto é, acrescentam, a visão da Pesquisa de Clima. Na verdade, é possível afirmar que elas se retroalimentam. Sem contar que, também sendo uma ferramenta de endomarketing, ela intensifica a visão holística do negócio.

Por que fazer?

 

É inegável que os colaboradores são parte importantíssima do negócio. Recrutar e reter os melhores é fundamental para toda empresa que quer crescer. No entanto, para recrutá-los e retê-los, é preciso garantir que se sintam motivados e engajados. Ora, mas se este é o objetivo da Pesquisa de Clima, qual o grande diferencial da Pesquisa Pulse?

Enquanto, na Pesquisa de Clima, o colaborador vai refletir sobre um ano (em média) de trabalho, na Pesquisa Pulse, ele dá a sua percepção sobre o cotidiano, numa perspectiva bem atualizada. Ela ajuda a gestão a entender o que baixa a produtividade, aprofunda a compreensão sobre questões denunciadas na Pesquisa de Clima e fornece insumos para análises futuras.

Quando diminui o engajamento, é preciso descobrir o motivo. A pesquisa ajuda a compreender como uma mudança na política da empresa afeta o ambiente, bem como permite saber como os colaboradores se sentem depois de trabalhar em um projeto específico.

Portanto, mapear as tendências é importante para: corrigir o plano de negócios, buscar novas ideias e fortalecer a cultura de transparência. O impacto na produtividade é sentido. Não se esqueça de usar a pesquisa para pedir sugestões, como “o que você acha que é preciso fazer, para aumentar as vendas?”.

A ferramenta é essencial para qualquer gestor de pessoas, pois consegue quantificar a eficácia de uma ação. É preciso lembrar, no entanto, que ela é eficaz para o público específico que respondeu à pesquisa. Variações no público podem variar o resultado da pesquisa.

Quando usar?

 

A pesquisa é ideal para quando se percebe diminuição de engajamento. É preciso descobrir o porquê o quanto antes. Ajuda o setor de RH a compreender como uma mudança na política da empresa afeta o ambiente, bem como permite saber como os colaboradores se sentem depois de trabalhar em um projeto específico.

Serve para saber a opinião dos funcionários a respeito de uma remuneração variável (caso a empresa tenha), como também para buscar ideias, alinhar expectativas, ou mesmo compreender a frequência ideal de feedbacks. Seja qual for o caso, a Pesquisa Pulse vai ajudar a chegar mais perto da resposta.

Com algumas informações antevendo a Pesquisa de Clima, é possível colocar em prática, em poucos meses, planos que poderiam demorar anos para ser implantados. No geral, ela deve ser usada, objetivando aumentar a motivação dos funcionários. Entretanto, cuidado com o excesso, para não esvaziar a ferramenta. Se for usada de maneira exaustiva, pode incomodar os colaboradores e o efeito ser o contrário do esperado.

Confira o passo a passo:

1) Definir o objetivo

O que pretende mapear, que não pode esperar até a pesquisa de clima? A formulação de perguntas é feita pelos gestores, junto aos Recursos Humanos.

2) Escolher a área de mapeamento

Em geral, com 5 funcionários já é possível fazer uma Pesquisa Pulse. A equipe que irá responder o questionário deverá ser de alguma área que precise de melhorias. Priorize. Procure os locais onde resultados da Pesquisa de Clima foram piores. Você também pode partir para áreas onde será mais fácil abordar. A ideia é otimizar recursos. Não gaste a Pesquisa Pulse à toa. Utilize-a onde você pode trabalhar bons resultados.

3) Planejar

Por que não fazer uso das Metas SMART (Específico, Mensurável, Alcançável, Relevante e Prazo), para planejar a sua Pesquisa Pulse?

4) Comunicar

Não deixe de falar com seus funcionários a respeito da pesquisa. Verifique se eles compreendem como e quando vai acontecer. Avise, também, que eles responderão anonimamente. A transparência é crucial para esse processo.

Dicas!

 

  • Seja curto e agradável. Faça de 3 a 6 perguntas. Você pode usar uma pergunta para justificar a anterior: “Descreva brevemente por que você selecionou esse nível de satisfação”.
  • Clareza nas perguntas. Há pouco tempo para preenchimento e seu objetivo é uma simples compilação de dados.
  • Inclua ao menos uma questão em aberto (sem resposta fixa). Isso permite que você compare os sentimentos dos entrevistados e entenda por que eles se sentem de uma determinada maneira e não de outra.
  • Permita-se criticar. Pergunte, ao final: “Quando são os melhores momentos para usar uma Pesquisa Pulse?”
  • Terceirize usando uma ferramenta de gestão, para garantir a confiança dos seus colaboradores, quanto ao anonimato do questionário.

O que fazer com o resultado?

 

O melhor da Pesquisa Pulse é a sua facilidade de aplicação. Você descobre o que precisa ser resolvido de emergência (lembre-se que você perguntou aquilo que não dava para esperar até a Pesquisa de Clima) e parte para o plano de ação.

Para saber se o seu plano está tendo um efeito positivo, é preciso que você continue enviando uma pesquisa de satisfação para estes funcionários que responderam ao questionário Pulse, para saber se o engajamento está melhorando. Essa medição consistente fará com que você consiga entender melhor a experiência do seu funcionário na empresa.

Como os resultados são impactantes, sua primeira reação será querer maximizar a pesquisa para todas as áreas que não obtiveram perfeição na Pesquisa de Clima, segundo as expectativas da gestão. No entanto, controle seu impulso. Se importunar as pessoas, vai acabar obtendo resultados medíocres, como já dito. Tenha bom senso: não adianta perguntar o tempo todo e não fazer nada com a informação.

Aos exemplos!

No caso de fazer uma pesquisa sobre benefícios para funcionários:

  1. O quão confortável é o seu ambiente de trabalho? (Extremamente confortável. Muito confortável. Pouco confortável. Nem tão confortável. Nada confortável.)
  2. Você está satisfeito com as suas opções de ir e vir do trabalho? (Bastante satisfeito. Um pouco satisfeito. Nem satisfeito, nem insatisfeito. Insatisfeito. Muito insatisfeito.)
  3. Você acha que o seu plano de saúde é bom em relação aos planos de outros empregadores? (Muito melhor. Melhor. Mesma coisa. Pior. Muito pior.)
  4. O quão justa é a empresa quando os funcionários adoecem? (Muito justa. Justa. Pouco justa. Não muito justa. Nada justa.)
  5. Você está satisfeito com os benefícios que recebe? (Bastante satisfeito. Um pouco satisfeito. Nem satisfeito, nem insatisfeito. Insatisfeito. Muito insatisfeito.)
Loading...
Universidade do Feedback

Cecilia Pessoa é fascinada por artes, literatura e tudo que envolve a capacidade e a condição humana. É bacharel em direito, professora e tradutora de francês e estudante de comunicação social. Cecília, admiradora de boas ideias, é fundadora do Crível Incrível, um espaço de escrita criativa.